- Vida, Matéria E Energia -

Publicado: maio 27, 2009 por ' Carolina Araújo em ' Ciências Da Natureza E Suas Tecnologias, Biologia
Tags:, , ,

- Matéria e Energia – Em qualquer organismo, a matéria viva está sujeita a um constante processo de desgaste natural. Assim, para que os componentes químicos dos seres vivos desempenhem adequadamente seus papéis biológicos – mantendo o que se chama de equilíbrio bioquímico – , é preciso compensar o desgaste natural do organismo, por meio do contínuo suprimento de íons e de moléculas diversas contidas nos alimentos.

Fornecer matéria prima tanto para a construção quanto para o crescimento e a manutenção dos seres vivos é uma das funçõe básicas do alimentos. Os íons e as moléculas contidas neles representam o ponto de partida para a confecção da matéria viva, que permite a construção e o crescimento do organismo, bem como a renovação das porções desgastadas. Essa renovação é feita, por exemplo, mediante a produção de novas células que serão repostas no lugar daquela que morreram.

Os seres vivos, além de obter a matéria prima dos alimentos, extraem a energia química acumulada em suas moléculas orgânicas. Essa energia é então processada e empregada no desempenho das diversas atividades biológicas que cosntituem o trabalho celular. Por isso se diz que os alimentos atuam como ” combustíveis ” , já que, devidamente oxidados ou ” queimados ” , fornecem às celulas a energia necessária para que as diversas funções vitais sejam executadas.

- O Que é Metabolismo? – É o conjunto dos mecanismos químicos que permitem à celula transformar e utilizar as substâncias adquiridas e sintetizadas. Este termo também pode indicar o conjunto das atividades bioquímicas que se processam no organismo.

O metabolismo pode ser dividido em duas partes: anabolismo e catabolismo. O anabolismo compreende a fase ” construtiva ” do metabolismo, na qual ocorre a produção de substâncias que constituem a matéria viva do organismo. Já o catabolismo representa a fase ” destrutiva ” do metabolismo, na qual ocorre a degradação dos compostos orgânicos, com a consequente liberação da energia utilizada no desempenho das diversas atividades vitais.

- Como Se Obtém a Energia Contida Nos Alimentos – A extração da energia contida nas moléculas orgânica dos alimentos é feita por um processo denominado respiração celular. Para realizá-lo, ass células podem ou não utilizar o gás oxigênio ( O2 ) . Se esse gás for utilizado, a respiração é chamada aeróbica, em caso contrário, fala-se em respiração anaeróbica.

  • Respiração Aeróbica – Nesse tipo de respiração, moléculas de glicose, por exemplo, são oxidadas com a participação de gás oxigênio e liberam energia, que será utilizada no trabalho celular. Formam-se resíduos de baixo conteúdo energético, representados pelo gás carbônico ( CO2 ) e pela água ( H2O ) , conforme mostra a seguinte equação simplificada:

C6H12O6 + 6 O2 -> 6 CO2 + 6 H2O + Energia

Glicose + Oxigênio -> Gás Carbônico + Água + Energia

  • Respiração Anaeróbica – A respiração anaeróbica pode ser processada de várias maneiras, mas sempre sem a participação do gás oxigênio. Entre as diversas modalidades de mecanismos anaeróbicos de obtenção da energia contida nos alimentos, destacamos a fermentação alcoolica, realizada, por exemplo, por fungos do gênero Saccharomyces, também conhecidos como leveduras ou levêdos. Esses fungos são seres anaeróbicos facultativos: em presença de gás oxigênio, realizam respiração aeróbica; Na ausência desse gás fazem fermentação alcoolica. Neste caso, a oxidação da glicose produz resíduos representados pelo gás carbônico e pelo álcool etílico ( C2H5OH ) , além de liberar energia, conforme mostra a seguinte equação simplificada:

C6H12O6 ->  + 2 C2H5OH + 2 CO2 + Energia

Glicose -> Alcool Etílico + Gás Carbônico + Energia

~ [ Os organismos anaeróbicos podem ser ~ Facultativos - Vivem tanto na presença quanto na ausência de gás oxigênio, como é o caso dos fungos do gênero Saccharomyces ; Estritos - Não sobrevivem na presença de gás oxigênio, como é o caso da bactéria Clostridium Tetani,causadora do tétano. ] ~

  • Rendimento Energético Na Respiração Celular – Observe que, na respiração aeróbica, formam-se resíduos de moléculas dotadas de baixo conteúdo energetico ( CO2 e H2O ) , enquanto na fermentação alcoolica formam-se resíduos de moléculas com alto conteúdo energético, que é o caso do alcool etílico ( C2H5OH ). Pode-se concluir, então, que na respiração aeróbica a glicose é oxidada de maneira mais eficaz e, portanto, libera maior quantidade de energia se comparada à engergia liberada pela fermentação alcoolica. De fato, a maior parte da energia acumulada na glicose fica contida no alcool etilíco. por isso, ela é considerada um excelente combustível. Assim, a respiração aeróbica constitui um mecanismo mais sofisticado de extração da energia dos alimentos, pois exibe um rendimento energético muito superior se comparando ao da fermentação.

- Os Seres Vivos Segundo a Forma de Obter Alimentos -

  • Autótrofos – Os seres Autótrofos, também chamados de produtores, são os organismos capazes de sintetizar alimentos a partir de energia e de substâncias inorgânicas simples. Os mais comuns se uilizam de energia luminosa e são chamados de fotossintetizantes ; é o caso dos seres dotados de clorofila, um pigmento verde capaz de absorver a energia luminosa. Entre os organismos clorofilados incluem-se certas bactérias e as plantas em geral. Na fotossíntese, os seres clorofilados usam gás carbônico, água e energia luminosa e produzem substâncias orgânicas e gás oxigênio. Veja a equação simplificada da fotossíntese:

Luz

6 CO2 + 6 HO2 ———–> C6H12O6 + 6 O2

Clorofila

Gás Carbônico + Água ———–> Glicose + Gás Oxigênio

  • Heterótrofos – Os seres Heterótrofos, também chamados de consumidores, são os organismos capazes de sintetizar o alimento necessário à própria sobrevivência. Vivem, portanto, da energia acumulada nos compostos orgânicos obtidos diretamente dos seres autótrofos ou de outros consumidores. Como é o caso dos animais e da maioria das bactérias.

- A Transferência de Energia e de Matéria No Mundo Vivo – Quando um ser produtor serve de alimento para um consumidor, ele transfere matéria e energia para esse consumidor. Dá-se o nome de consumidor primário ou de primeira ordem àquele que se nutre de um produtor. O alimento adquirido pelo consumidor primário, como sucede com o alimento sintetizado pelo organismo e usado na construção, manutenção e renovação de matéria viva. Quando o consumidor primário serve de alimentação para um outro consumidor, neste caso chamado de consumidor secundário ou de segunda ordem, ocorre igualmente trasferência de matéria e de energia, através dos alimentos ingeridos. Tal fato também se verifica quando um consumidor secundário serve de alimento para outro consumidor, chamado de consumidor terciário ou de terceira ordem, e assim por diante.

- O Conceito de Cadeia Alimentar – A tranferência de matéria e energia desde a fonte representada pelos produtores, através de uma série de organismos que consomem e são consumidos, é denominada cadeia alimentar ou cadeia trófica. Exemplo:

Capim ~ Gafanhoto ~ Sapo ~ Cobra

Cada componente da cadeia alimentar, representando um grupo de seres vivos, é denominado nível trófico. Assim, na cadeia alimentar acima existem quatro níveis tróficos:

  • As Gramíneas ( Capim ) – Os seres produtores – Ocupando o primeiro nível trófico.
  • Os Gafanhotos – Os consumidores primários – No segundo nível trófico.
  • Os Sapos – Os consumidores secundários – No terceiro nível trófico.
  • As Cobras – Os consumidores terciários – No quarto nível trófico.

- O Papel Biológico dos Decompositores – Imagine que a cadéia alimentar Gramíneas ~ Gafanhotos ~ Sapos ~ Cobras exista em um campo em situação de equilíbrio biológico. Agora pense, por exemplo, nos sais minerais de nitrogênio existentes no solo e que são fundamentais para a vida das plantas. As gramíneas absorvem constantemente sais de nitrogênio do solo, utilizando-os na síntese de substâncias orgânicas diversas, como proteínas e clorofilas. Verifica-se então um fluxo do elemento químico nitrogênio no sentido solo ~ planta ~ consumidores. De alguma forma, é evidente que os sais de nitrogênio cedidos pelo solo para o mundo vivo precisam retornar a esse ambiente. Do contrário, o solo iria esgotando-se e depois de algum tempo não haveria mais sais nitrogenados disponíveis para as plantas. Em consequência da falta desses sais, as plantas definhariam e desapareceriam desse campo. Junto com elas, também morreriam gafanhotos, sapos e cobras, que dependem diretamente ou indiretamente das plantas para a sua nutrição. O equilíbrio biológico nesse ecossistema seria então rompido. Mas, na natureza, nos mais diversos ecossistemas da terra, tal fato normalmente não acontece. Isso porque, em todos os níveis tróficos de uma cadeia alimentar, verifica-se a atuação de um grupo dos seres heterótrofos: Os Seres Decompositores. Representados por um batalhão de bactérias e de fungos, os decompositores nutrem-se de uma matéria orgânica morta, isto é, nutrem-se de organismos mortos ou de partes ou de resíduos dos serev vivos liberados no ambiente, como pele ou folhas caídas, fezes, etc.

Ao decompor a matéria orgânica morta, os seres decompositores promovem a sua transformação em substâncias inorgânicas simples, como sais minerais, e gases diversos, como o gás carbônico. Dessa maneira, no exemplo considerado, sais de nitrogênio retornam ao solo, compensando o que as gramíneas retiraram anteriormente, e podem ser reutilizados pelo mundo vivo. Por isso se diz que os decompositores promovem a reciclagem da matéria na natureza e, por isso também, são fundamentais para a manutenção da vida nos mais diversos ecossistemas da terra.

- Teias Alimentares – Na natureza não se costuma identificar a existência de apenas uma cadeia alimentar em um ecossistema. Os ambientes naturais abrigam inúmeras cadeias alimentares, muitas das quais interagem, formando uma teia ou rede alimentar. Exemplo: Em um campo, gramíneas poden servir de alimento tanto para gafanhotos quanto para preás, ratos e outros animais. Gafanhotos servem de alimento não só para sapos, mas também para passarinhos e lobos-guará. Cobras podem comer sapos, pássaros, preás e ratos e servir de alimentos para gaviões, que também se nutrem dos animais que as cobras comem. Nessa resumida descrição de uma teia alimentar, podemos destacar várias cadeias alimentares que interagem, tais como:

  • Gramíneas ~ Gafanhoto ~ Sapo ~ Cobra ~ Lobo-guará
  • Gramíneas ~ Preá ~ Cobra ~ Gavião
  • Gramíneas ~ Gafanhoto ~ Passarinho ~ Gavião
  • Gramíneas ~ Rato ~ Cobra ~ Lobo-guará
About these ads
comentários
  1. kellyanne disse:

    Muito bom, precisava estudar para minha prova e estava sem o livro, isso me ajudou muito.
    GRATA.

  2. Paulo Augusto disse:

    Nice nice nice, very nice
    precisava estuda essa matéria quq tava no meu caderno so que aki ta muito melhor de estuda : DD

  3. Marla Maria disse:

    Um gostei muito por q precisava fazer um trabalho e naum estava encontrando
    mais agora achei.

  4. BeatrizSampaio disse:

    É o conteudo que vc copiou do livro até que ficou bom,mas em algumas partes esta sem coerencia e tambem alguns erros ortograficos!

  5. wigor dennes disse:

    mande respostas pra mim sobre toda as matérias do ṕrimeiro
    matematica
    biologia
    portugues
    geografia
    historia
    educaçao fisica
    fisica
    e tudo que tenho direito (obrigada ) prazer……..

  6. janinha disse:

    essas informações me ajudou muit

  7. lazaro disse:

    isso é uma merda uai

  8. legal!!!exatamente o que eu prescisava, gosteu muito do conteudo examinado.

  9. kelly disse:

    cara esse é o assunto maais chato q eu ja estudei e toda a minha vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! cara mais vcs me ajudaram muito!!!!!!!!!

  10. monica disse:

    resumem para mim o papel biologico dos decompositores

  11. david disse:

    muito legal o conteudo

  12. Felipe disse:

    valew isso me ajudou muito….

  13. Thata soares disse:

    .. Eu ainda n consegui entender nada.. Qual o papel biologico dos decompositores???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s